Desde fazer novos melhores amigos de diferentes culturas até se envolver em inúmeras atividades e sair da sua zona de conforto – os funcionários e alunos da Naale contam sobre o que é a aldeia juvenil.

Para os alunos de Naale, estudar em uma aldeia juvenil em Israel é uma experiência maravilhosa e emocionante, e também algo completamente diferente do que eles já experimentaram em casa.

Trabalhando com algumas das melhores aldeias juvenis de Israel, Naale oferece uma oportunidade única para estudantes judeus do ensino médio de todo o mundo receberem uma excelente educação acadêmica em Israel, ao mesmo tempo em que crescem de forma independente e adquirem habilidades ao longo da vida.

O programa não é apenas uma estrutura educacional de excelência, mas também inclui um forte componente de apoio social e financeiro ao aluno incorporado ao sistema.

Naale é totalmente subsidiado – incluindo a passagem aérea para Israel no início do programa, hospedagem e alimentação incluindo três refeições por dia, uma ajuda de custo, e todas as viagens de estudo do meio.

“É uma experiência incrível e também desafiadora, pelo menos no começo, mudar de casa para um ambiente diferente, dividindo um quarto com colegas”, disse Rachel Peretz, coordenadora Naale da aldeia juvenil de Ayanot em Israel.

“Essa também é a magia do programa, porque os alunos são expostos a muitas culturas diferentes e muitas crianças diferentes.”

Fazendo novos amigos e encontrando seu espaço tranquilo também.

Os alunos aprendem como encontrar seus “espaços tranquilos” no campus e também como se dar bem com outras pessoas de diferentes culturas que podem ter diferentes expectativas e maneiras de fazer as coisas, disse ela.

Os Alojamentos têm um espaço compartilhado, uma sala de estar e uma cozinha que é usada como ponto de encontro comunitário para os alunos, que rapidamente fazem deste o lugar onde eles gostam de assistir filmes, jogar seus vídeo games e preparar lanches da tarde – e às vezes lanches da meia-noite também.

Para os estudantes que desejam experimentar a vida em Israel, estudar em uma das  aldeias juvenis de Naale em Israel oferece um ambiente seguro para conhecer amigos de todo o mundo e crescer como indivíduos, disse Peretz.

“Na nossa escola há 250 crianças de todo o mundo e você se conecta com muitos amigos diferentes, não apenas com seus colegas de quarto”, acrescentou Peretz. “Essa é a beleza de viver em uma aldeia juvenil.”

Nas escolas, os estudantes de Naale ficam juntos em prédios separados, mas também têm muitas oportunidades de interagir com estudantes israelenses que frequentam a aldeia, disse ela.

Durante o ano, uma vez que os alunos se conhecem, são feitas algumas mudanças de quarto para acomodar as amizades que se formaram, acrescentou Peretz.

Além do currículo acadêmico fornecido pela escola, os alunos de Naale se mantêm ocupados com as muitas opções de atividades extracurriculares que vão desde esportes, música, arte e jardinagem.

“Existem mais de 20 diferentes atividades pós-escola ativas em esportes, arte e muitas atividades ao ar livre”, disse ela.

Yoni, um estudante de Londres, que estuda em Ayanot, disse que depois das aulas ele se mantém ocupado passando tempo com os amigos fazendo atividades extracurriculares, como andar de bicicleta e jogar futebol ou apenas assistir filmes.

Uma chance de sair da sua zona de conforto e fazer algo novo

“Naale é uma ótima oportunidade para sair da minha zona de conforto e fazer algo que nunca fiz antes”, disse Naomi Efron, do 3° ano, de Los Angeles, Califórnia, que estuda na aldeia juvenil Naale Mosenson em Israel.

O que mais gosto de  Mosenson é definitivamente a comunidade. Todos os professores se tornam figuras parentais e todos os meus colegas de quarto são como irmãos e irmãs. Fazemos tudo juntos. Estudamos juntos, trabalhamos juntos. É apenas uma grande família”.

“A coisa mais legal que fizemos foi fazer uma excursão escolar a uma vila beduína e passar a noite lá”, acrescentou. “A comida era deliciosa e a hospitalidade foi incrível.”

Aulas intensivas de hebraico durante o primeiro ano de estudo permite que os alunos adquiram uma boa compreensão do idioma, ajudando-os a se integrar ao ambiente israelense e participar das aulas.

A irmã de Naomi, Hana Efron, uma aluna do 2° ano que também estuda em Mosenson, disse que as aulas de ulpan (estudo da língua hebraica) foram um tempo bem gasto.

“Foi muito eficaz e me sinto muito mais confortável com a língua agora”, disse ela.

Josie, uma estudante de Ayanot da Suécia, disse que sempre quis vir para Israel e estudar em uma das melhores aldeias juvenis de Israel. O programa Naale foi uma grande oportunidade.

“Quando eu era mais jovem, costumava assistir a filmes sobre escolas no exterior e viver atualmente em uma aldeia juvenil em Israel é uma loucura”, disse ela. “Há tantas pessoas de diferentes culturas. Quando não estou na escola, geralmente saio com amigos ou toco bateria ou me exercito.”

 

Estudantes israelenses amigáveis ​​e funcionários acolhedores se tornam como uma família

Ela também ficou agradavelmente surpresa ao ver como os alunos são amigáveis ​​com os estudantes de Naale, disse Josie. Os estudantes israelenses locais estão ansiosos para conhecer os estudantes internacionais e fazer conexões com eles, disse ela.

A relação “incrível” entre os funcionários e os alunos realmente tornou a experiência de estar no programa inesquecível, disse Yonathan Powel, da Inglaterra que estuda em Yeshivat Shaalvim.

“Naale é uma oportunidade incrível de vir a Israel e receber uma educação impecável com uma equipe de funcionários amorosos e atenciosos”.

Graças à internet, os alunos de Naale em Israel estão a apenas um clique de distância de uma conversa com seus pais, amigos e familiares em casa, e os alunos estão em contato diário com eles, tornando a transição para Israel muito mais fácil, disse Peretz. Muitos pais também enviam pacotes com lanches e itens favoritos de casa, que os alunos gostam muito de receber, disse ela.

“O maior desafio para mim ao vir para Israel foi ter que lidar com problemas que normalmente os adultos lidam, mas sempre há uma equipe de apoio que ajuda com isso”, disse ele. “A coisa mais legal que fiz em Naale são as viagens escolares anuais que fazemos.”

Rachelle Paskovatyi, uma estudante do Canadá que estuda na aldeia juvenil Ulpanat Amana de Naale, em Israel, disse que os outros alunos que ela conheceu na escola se tornaram como sua família.

“Moro com eles há três anos e nos tornamos um”, disse ela. “É uma experiência maravilhosa”. Os estudantes israelenses são muito receptivos e querem saber mais sobre de onde viemos. A equipe tem dado muito suporte. Gosto de fazer trabalho voluntário paralelamente, e quando não estou na escola estou com minha família adotiva – que é incrível – ou com amigos, ou com amigos da família. Passeio por todo o país!